ASERGHC conquista revogação da normativa do “castigo” para trabalhadores que apresentam atestado médico no GHC

Arlindo Ritter, presidente da ASERGHC e do SINDISAÚDE-RS, reuniu com a direção do GHC para questionar a punição dada aos trabalhadores que apresentam atestado médico. Segundo Ritter, os trabalhadores que apresentaram atestados foram punidos com 30 dias sem trocas, hora-extra ou compensações, o chamado “castigo”.

Os diretores, após analisarem a solicitação, responderam na tarde de hoje (27) com um ofício revogando as normativas anteriores e proibindo o “castigo”. Uma vitória dos trabalhadores e da associação.

porno izle porno izle sikiş izle sex izle rus pornosu porno filimi Porno hikayeleri ücretsiz oyun hesapları 2021 oyun hileleri bedeva oyun hesapları bedava bilgi diyarbakır reklam diyarbakır matbaa