As tradições mudam e devem se adequar à luta de seu povo! Povo que não tem virtude acaba por escravizar!

O ano mal começou e na primeira sessão da Câmara de Porto Alegre, os conservadores já se mostram incomodados com a presença e as reflexões propostas pela bancada negra eleita. Vereadora pelo DEM, a Comandante Nádia foi até a tribuna reclamar por vereadores da bancada negra se recusarem a levantar durante a execução do hino do Rio Grande do Sul, que contém uma estrofe de cunho racista.

Se acompanharmos a história gaúcha com maior profundidade, além daquilo que o senso comum propaga, podemos observar que durante a Guerra dos Farrapos Bento Gonçalves prometia liberdade aos escravizados inimigos, mas morreu deixando mais de 50 escravizados para seus herdeiros. Canabarro e Duque de Caxias foram os responsáveis pelo Massacre de Porongos: desarmaram e executaram os Lanceiros Negros. De qual liberdade o hino fala? A briga dos Farrapos contra o Império era sobre fim dos impostos e não questionava a escravidão. Por isso, retirar a obrigatoriedade da execução do  hino rio-grandense nas solenidades é um ato político antirracista. Não pode ser obrigatório cantar versos que legitimam um processo de destruição da humanidade do povo negro.

O coletivo Raça, Gênero e Diversidade da Aserghc manifesta apoio à bancada negra e ao vereador e historiador Matheus Gomes, por seu posicionamento sobre o hino, que diz que “povo que não tem virtude acaba por ser escravo”. Há décadas o movimento consciente não canta o hino, não é oportunismo. Nossa posição se fortalece quanto mais a história é contada. História que não estava nos livros e que nunca libertou os pretos e pretas desta província.

As tradições mudam e devem se adequar à luta de seu povo! Povo que não tem virtude acaba por escravizar!

Coletivo Raça, Gênero e Diversidade da Aserghc

porno izle porno izle sikiş izle sex izle rus pornosu porno filimi Porno hikayeleri ücretsiz oyun hesapları 2021 oyun hileleri bedeva oyun hesapları bedava bilgi diyarbakır reklam diyarbakır matbaa